sexta-feira, 13 de julho de 2012

Badb - A Deusa da Guerra


Badb  (pronuncia-se Bibe) , é uma Deusa com muito pouco material sobre Ela. Ela é a Jovem dentro da Tríade Morrigù (também conhecida como The Morrigan ou As Morrignas – na qual integram Badb, Macha e Morrigan). Muitas vezes essa Deusa é eclipsada ou mesmo fundida com sua irmã Morrigan, uma vez que ambas representam as mesmas características, a diferença está que em Badb a guerra, a morte, a vingança, a sede de poder, o amor corrompido se ressaltam. Assim é como se essa Deusa fosse uma “versão negativa” da própria Morrigan, mas acho essa definição muito pequena e simplória. 

Badb é sim Deusa da guerra e da morte, assim como assume o papel de sedutora, de amante – aquela que curte os prazeres da vida e o amor como uma forma de passa-tempo. Em geral Ela era muito pouco cultuada, seu aspecto geralmente lidava com mau-agouro, morte, batalhas violentas, perversidade, vingança fria, e amores corrompidos. Dessa forma ela ficou conhecida como a Deusa do Castigo, tanto como a Deusa dos Prazeres e, principalmente, dos trabalhos amorosos. 

Por ser eclipsada por Morrigan, é difícil achar a respeito dessa Deusa, mas estou postando o que achei, só ressalto que essa Deusa traiu a irmã por conta de sua sede de poder, e é daí que provavelmente vem a sua fama. No mais, até mesmo achar algo sobre Morrigan fica difícil, quase sempre se tem uma mescla das duas ou uma referência a tríade completa: Morrigù, As Morrignas ou The Morrigan (formadas por Badb, Macha e Morrigan). Por tanto, é mais fácil conhecer a tríade que suas “partes”.



Badb era uma deusa (ou aspecto personificado) de uma guerra-deusa-trindade, formada por Badb, Macha, e Morrigan / Nemain. Juntas, elas foram chamadas de The Morrigan /  Morrigù. 

Badb, deusa da guerra, como aspecto de The Morrigan, teve a capacidade de mudar-se em um corvo, um corvo, uma bela garota ou uma velha bruxa. 

O pássaro em forma de guerra deusa era hábil na magia, que ela muitas vezes usada para decidir batalhas. 
Badb era famosa por suas paixões pelos homens, geralmente seduzindo os heróis.

Ela, também foi dito ser a filha de Delbáeth e Ernmas e irmã de Macha e Morrigan (também conhecida por Nemain). Seu marido era o Neit deus da guerra. Badb era vista como aspecto jovem, ou outro nome da deusa The Morrigan e às vezes também visto como equivalente a Nemait.

Seu arquétipo como uma deusa da guerra é particularmente forte, e ela é uma parte da temida The Morrigan, uma trindade de Deusas (trindade essa relacionada ao aspecto ancião)  associadas com a morte, batalha, destruição e renovação. Ela é frequentemente associada com a fada de presságio da morte, o Beansidhe (geralmente escrito em Inglês como "Banshee"), que foi vista lavando a armadura de soldados que irão perecer na próxima batalha. Badb aparecia sobre a fúria da batalha como uma gralha, mas às vezes correndo selvagem entre a luta sob a forma de um lobo. Em sua própria batalha, ela é uma das divindades que conduziu o fomorians (às vezes chamado de Formors ou o Formorii) para fora da Irlanda para sempre. 

A filha de Ernmas, ela é chamada de "aquela que ferve ", como na fervura do caldeirão Otherworld de morte e renascimento, assim ela é considerada por muitos a presidir, decidindo o destino de quem passou para a sua grande mistura cósmica. No Celtic Escatology (fim das crenças do mundo), é Badb que fará com que o fim do tempo terrestre, fazendo com que o grande caldeirão ferva, envolvendo o planeta em um terreno baldio grande.

Badb é a deusa irlandesa da guerra. Junto com suas irmãs Macha e Morrigan, ela constitui a Deusa Tríplice conhecida como a The Morrigan.Todos as três podem assumir a forma de corvos ou corvos, e iria voar sobre os campos de batalha, escolhendo quem iria morrer e que iria viver. Eles, então, tomar as almas dos defuntos em suas asas negras, voando-los para o Outro Mundo. Badb, às vezes, tomar parte nas batalhas si mesma, geralmente sob a forma de um lobo. Ela tinha o poder de causar confusão nos soldados adversários e coragem para aqueles em seu próprio lado.

Badb, Macha, e Morrigan são as filhas de Ernmas, uma deusa mãe irlandesa, e Delbaeth, Alto Rei da Irlanda. Eles também são as irmãs de outro três deusas: Banba , Eriu e Fódla , deusas da soberania irlandesa. Enquanto as últimas três deusas incorporam a soberania da Irlanda, as três ex-protegidas o fazem por meio da guerra, e também pela vida. Badb diz-se ter um caldeirão semelhante ao do Cymidei Cymeinfoll, na medida em que pode proporcionar vida para aqueles que morreram. A lenda diz que Badb fará com que o fim do mundo algum dia, quando ela deixa o caldeirão ferver mais e inundar o mundo.

Badb nome foi traduzido como "corvo" ou "fervendo", ambos os quais se encaixa em sua mitologia. Variações de seu nome incluem Badhbh ,Bave , Baobh , Badhbh Chaointe ("corvo choro"), e Badb Catha("corvo de batalha"), e ela era conhecida na Gália como Cathubodua ,Cathubodva , Catubodua , ou Bodva Cauth . 



Na mitologia irlandesa, Badb (/baðβ/ "corvo" em irlandês antigo; irlandês moderno Badhbh /bəiv/ significando "abutre") era uma deusa da guerra que assumia a forma de um corvo, e era assim por vezes denominada Badb Catha (corvo de batalha). Frequentemente causava confusão entre os soldados ao fazer a batalha pender para seu lado favorito. A ilha Boa recebeu seu nome por causa desta deusa.
Campos de batalha eram chamados de a terra de Badb, e com frequência era dito que Badb aparecia neles sob a forma de um corvo ou de um lobo. Badb é associada à beansidhe, e diz-se que foi crucial na batalha contra os fomorianos.
Badbs também eram as vítimas de sacrifícios. Em The Destruction of Da Derga's Hostel, entre os quartos da hospedaria e seus moradores observados por Lomna Druth, filho de Donn Desa, o qual informa à Fer Rogain que depois dos quartos dos cavalariços, juízes, conjuradores e satiristas, vinha o Quarto dos Badbs:

Observei um trio, nu, pendendo do telhado da casa: jatos de sangue irrompendo deles e as cordas do morticínio em seus pescoços.' 'Destes eu sei,' disse ele, 'três .. . de horrível presságio. Aqueles são os três que são assassinados todas as vezes.'"
No registro mitológico da segunda batalha de Mag Tuired, onde os Tuatha Dé Danann derrotaram os fomorianos, foi dito que Badb recitou a seguinte profecia sobre o fim do mundo:

Verão sem flores,
gado sem leite,
mulheres sem modéstia,
homens sem valor;
cativos sem um rei,
bosques sem nozes,
mar sem frutos
— (Ó Cuív 37)
Com suas irmãs, Macha e Morrígan, constituía uma tríade de deusas guerreiras filhas da deusa-mãe, Ernmas. De acordo com Seathrún Céitinn, Badb era venerada por Ériu, de quem ela pode ser vista como equivalente. Às vezes ela é citada como esposa de Neit, e pode ser equivalente de Nemain, esposa habitual de Neit. Todavia, é dito que Nemain e Badb tinham pais diferentes, o que é um argumento a favor de sua separação enquanto personagens: Badb é descrita como uma das três filhas de Delbaeth, filho de Neid enquanto é dito que Nemain era filha de Elcmar do Brugh (Newgrange, próximo do Boyne), que ra filho de Delbaeth, filho de Ogma, filho de Elatan.
Provavelmente, ela está relacionada à deidade gaulesa Catubodua, conhecida por uma inscrição em Haute Savoie, na França oriental.
Badb não deve ser confundida com Bodb, uma divindade masculina.

Etimologia
Indicando variantes tais como o irlandês badhbh ‘corvo, fada, megera’, irlandês antigo badb, ‘corvo, demônio’, Badba, galês bod, ‘milhafre’, o nome gaulês Bodv-, em Bodvo-gnatus e o nome galês Bodnod, Macbain (1982) sugere *bodwā- como a forma ancestral proto-céltica. Todavia, Julius Pokorny (1959:203) sugere *badwā- com base em dados semelhantes. Both MacBain (1982) e Julius Pokorny (1959:203) correlacionam o elemento com o norueguês böð, genitivo boðvar, ‘guerra,’ e o anglo-saxão beadu, genitivo beadwe, ‘batalha’, sugerindo que a palavra originalmente simbolizava ‘batalha’ ou ‘contenda.’ Julius Pokorny (1959:203) apresenta o elemento como uma forma estendida da raiz proto-indo-européia *bhedh- ‘furar, cavar’. A esta raiz Pokorny também vincula o sânscrito bádhate, ‘oprimir’, e o lituano bádas, ‘fome’.

O que Badb personifica
W. M. Hennessy argumenta que a palavra bodb ou badb originalmente significava raiva, fúria ou violência, e veio a significar uma bruxa, fada ou deusa, representada no folclore por um corvo. No Irish Dictionary de Peter O'Connell (1819) define Badb como uma "bean-sidhe, uma fada, fantasma ou espectro, que supostamente vinculava-se a certas famílias, e que apareciam às vezes sob a forma de corvos" e badb-catha como "Fionog, um tipo de corvo". Outras entradas referem-se à sua tripla natureza: "Macha, isto é, um corvo; Morrighain, a grande fada; Neamhan, ou seja,Badb catha nó feannóg; uma badb catha, ou corvo."

Na cultura popular
Badb, juntamente com Macha e Morrígan, é mencionada na canção "Celtic Crows" de Nebelhexë, onde ela é incorretamente citada como "Babh Catha".
Badb aparece também no mangá Shaman King, sendo um espírito com poderes relativos ao gelo.


[Texto mixado e finalizado com partes do Wikipedia]

Nenhum comentário:

Postar um comentário