sábado, 23 de junho de 2012

Meditações Iniciais - PARTE III - Respiração Diafragmática

Link


Primeiro, fique de pé, deite-se de costas ou sente-se relaxadamente com a coluna ereta. Coloque uma das mãos sobre o estômago, logo acima do umbigo, e a outra sobre o peito, a altura do coração; encoste a língua no céu da boca. 

Inspire lentamente pelo nariz. Sinta a mão do estômago elevar-se, mas procure não levantar o peito. Não queira encher os pulmões completamente, fazer o que se chama grande respiração. Apenas procure levar o ar para as camadas mais profundas dos pulmões. A isso se dá o nome de respiração profunda. 

Em seguida, contraia os lábios, como se fosse assobiar, mantendo a língua no céu da boca. Expire lentamente pela boca, pressionando o estômago com a mão. Novamente não deixe o peito subir ou descer. 

Continue respirando assim, ritmicamente. Esse padrão deve criar um ritmo agradável, mas regular, de INSPIRAÇÃO – inspire pelo nariz e dirija o ar para as camadas mais profundas dos pulmões –; RETENÇÃO – Mantenha o fôlego enquanto se sentir bem –; EXPIRAÇÃO – expire pela boca o mais suavemente possível –; RETENÇÃO – mantenha os pulmões vazios pelo tempo que conseguir. 

Repita a seqüência durante dez minutos, pelo menos. Todavia, se sentir-se mal, ou outra sensação desagradável pare o exercício por um tempo, acalme-se (se possível com o Ancoramento e Centramento) e se achar prudente, recomece. 



- Após essa prática você pode dedicar-se a atos de aproximação à magia, ao conhecimento de seu subconsciente e/ou outros que achar prudente, ou apenas fazê-lo para relaxar e possuir prática.



Nenhum comentário:

Postar um comentário