sábado, 23 de junho de 2012

Meditações Iniciais - Introdução

Link

Vou iniciar aqui uma série de meditações colocadas em uma ordem proposta, facilitando o controle e o autocontrole em suas conduções. Recomendo que essas meditações (colocadas com parte desse mesmo texto em várias publicações - "Meditações Iniciais") sejam seguidas na ordem proposta e que você vá passando de uma por uma apenas quando sentir que controlou as anteriores. Evidentemente, no fim do processo, você estará muito mais apto às práticas mágicas, sensações, e a desenvolver meditações maiores e mais concentradas...

Sobre a postura correta para meditar, isso será relativo. Eu, particularmente, sempre gostei de procurar a posição mais confortável para o meu corpo nos momentos mais diversos, e com isso minhas posições podem alterar; também vejo qual o princípio da meditação e tento achar a melhor posição para ela. Por isso, sinta-se livre quanto a isso.



 As meditações aqui escritas devem ser realizadas na ordem proposta, corretamente e passo-a-passo. Pois, só com a dominação do subconsciente e com a completa capacidade de autodominação pode-se realizar corretamente o ato mágico, sobretudo o ato da magia da Força do Pensamento. 

Algumas meditações pareceram simples e básicas, e despertará a vontade de pulá-las, uma vez que aparentemente já são realizadas por nossos corpos inconscientemente, outras por seu caráter de “relaxamento de academia”. Todavia deve-se realizá-la várias vezes, se possível todos os dias, até que seu resultado possa nos ser dado em uma simples concentração pessoal. Por isso, é muito importante só passar para a próxima meditação após dominada a primeira. Mesmo assim, não recomendo que se pare de realizar os primeiro passos, inclusive recomendo que de início as primeiras meditações sejam repetidas sempre que for iniciar uma mais avançada como um passo-a-passo. Mas a repetição citada em passo-a-passo é opcional, desde que já tenha dominado a meditação antecessora. 


A prática mágica é uma habilidade da Deusa, por assim dizer. Por isso, é importante que o voluntário busque conhecer o lado feminino da Natureza, sua repercussão, bem como se aproxime da Deusa ou de uma Deusa específica e a sua escolha. A aproximação e a adoração ao lado feminino não desconsidera o lado masculino, principalmente se este for as honras do voluntário. 

Lembre-se que a Terra recebe energias do Universo constantemente e muitas dessas energias são armazenadas nos limites terreno por não serem necessários seus gastos. Busque sentir essa força durante as meditações, busque se conectar com o centro do Universo e com o centro da Terra. Posteriormente será ensinada a Meditação da Árvore que lhe auxiliará nisso, mas a principio tente sentir a energia mágica que corre o mundo e que perpassa por cada molécula de seu corpo. 

Apesar de não haver uma data estritamente recomendada para as meditações, eu, particularmente, recomendo o nascer e pôr do sol, bem como as noites de lua cheia, por serem os momentos de maior índice energético sobre nosso mundo. 

Canalize as energias que lhe são natas e busque canalizar as que estão em sua volta. Mantenha a concentração, evite distrações e/ou interrupções durante as práticas. Aliene-se de sua realidade, entre em seu mundo onde os problemas da vida mundana não têm vez, onde você pode ser você e nada mais. 

Aproxime-se da natureza e de tudo o que lhe é nato, pois é a natureza que possuí o poder e nela a Deusa corre gloriosa. 

Qualquer dúvida avise-me, quando sentir que passou dos passos e que está pronto fale-me e passaremos a próxima etapa. Mas lembre-se, é importante estar pronto realmente, não é bom “dar murros em pontos de facas”. Sugiro que me conte os sentimentos a cada etapa e seu funcionamento, assim podemos juntos comparar a hora certa. 

“O caminho para a mágica é o mesmo que fazemos até nós mesmos, o amor...” (anônimo).



ACOMPANHE AS MEDITAÇÕES TAMBÉM PELOS LINKS:


Nenhum comentário:

Postar um comentário